Parlamento aprova o congelamento de rendas

Comprar casa ou arrendar?
Comprar casa ou arrendar?
24 Outubro, 2016
Wall Street portugal investimento
Wall Street Journal classifica Portugal como um bom destino para investir
28 Outubro, 2016

Os partidos da maioria de esquerda acabam de aprovar o projecto de lei dos comunistas para aumentar de 5 para 10 anos o período de transição para o novo regime de arrendamento urbano, criado em 2012 pelo Governo PSD/CDS-PP. O PCP defende que seja levado a cabo o prolongamento de rendas para todos os inquilinos cujo rendimento anual se revele inferior a cinco vezes as retribuições mínimas garantidas anuais (37.100 euros). O partido comunista quer, também, ver o valor máximo de renda reduzido de 1/15 do valor da propriedade para 1/25. O PCP quer  que esta redução seja também válida para pessoas com mais de 65 anos ou graus de incapacidade superiores a 60%.

Esta decisão tem vindo a gerar alguma polémica entre a Associação Lisbonense de Proprietários (ALP) e a Associação dos Inquilinos Lisbonenses (AIL), que partilham opiniões divergentes em relação ao assunto. O presidente da ALP, Luis Menezes Leitão, diz não ver qualquer razão para que se proceda à alteração do regime de arrendamento urbano, uma vez que defende que não existe qualquer estudo que tenha vindo provar que o regime se encontra a funcionar mal.

“O congelamento das rendas é como a droga, quando alguém se mete nisto está sempre a pedir mais uma dose e, portanto, neste caso surge mais uma prorrogação”, acrescentou Luis Menezes.

Por outro lado, o presidente da AIL, Romão Lavadinho, defende que o actual regime não está em condições e precisa de ser  alterado, uma vez que a lei continua a os despejos das famílias, sendo, por isso, muito importante uma prorrogação por mais cinco anos.

 

1 Comment

  1. Carlos Pedroso diz:

    Desejo recebe todo o tipo de informação com legislação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.